martes, 24 de agosto de 2010

GRANDE ONDA DE AMOR


Deitados no manancial do silêncio e do barulho
nos mexemos ao ritmo da paz e da agitação dos desejos
onde cavalgamos nossas paixões em ondas de amor
dançando nossos corpos em espasmos a cada beijos

Ardem praias de entrega
em nossos mares de luxúria
e de prazer celestial de nossa sensualidade
mergulhamos na plena elevação de amor

Temos soltado as ancoras da liberação de nossas almas
para que as cadeias de nossos corpos se purifiquem
no hálito da reunião dos deuses
vitoriosos de nossas batalhas de amor

Somos a nave que leva os segredos do saber de amor
onde a paixão modela nossos corpos e almas
impregnando a memória embates de felicidade
dos domínios de amor e dos sonhos do tempo

1 comentario:

Sonhadora dijo...

Meu querido Poeta
Um lindo poema, sensual como sempre.


Somos a nave que leva os segredos do saber de amor
onde a paixão modela nossos corpos e almas
impregnando a memória embates de felicidade
dos domínios de amor e dos sonhos do tempo

Adorei.

Beijinhos
Sonhadora